Ano passado a Ford renovou alguns dos modelos de sua linha de caminhões Cargo que passaram a ser equipados com o câmbio automatizado Torqshift. Entre as vesões contempladas, o semipesado Cargo 2429 ganhou a transmissão inteligente e que dispensa o pedal da embreagem.

O Cargo 2429 é muito popular entre os motoristas e agora, com a caixa inteligente, vai conquistar mais adeptos

A evolução combina o câmbio automatizado Eaton ES-11109 LA de 10 marchas com o motor Cummins ISB de 290 cv a 2 300 rpm e torque de 96,9 mkgf na faixa de 1.200 a 2.100 rpm. Esse motor está construído em bloco de 6 cilindros em linha, 4 válvulas por cilindro que conta com alimentação por injeção Common Rail. Sistema que hoje é utilizado por quase todas as marcas de motores no Brasil, mas que na Europa ganhou ainda mais adeptos, como Volvo e Scania, por ter se mostrado eficiente para atender à atual norma de emissão de poluentes vigente por lá, denominada Euro 6.

A transmissão Eaton chegou para dar conforto ao condutor

Durante nossas primeiras impressões com o representante mais polular entre os semipesados da Ford notamos que o conforto é algo a ser percebido de cara pelo motorista, já que ele não precisará mais cambiar. Mas não é apenas por essa razão. O baixo ruído a bordo já nos primeiros momentos do veículo em marcha também chama bastante a atenção.

O conjunto mecânico ganha pontos positivos entre muitos frotistas por ser conhecido no mercado e por ter a manutenção relativamente simples, tendo a fama de um caminhão que está sempre disponível. O trucado também leva fama de polivalente, sendo utilizado nas operações urbanas e rodoviárias de curtas e médias distâncias. Para tanto, possui versões com cabine simples e leito – esta, a versão avaliada nessa reportagem.

O Cargo tem todos os atributos que um semipesado precisa oferecer conforto

O caminhão que possui 23 t de PBT homologado vai bem nas subidas por causa da sua relação do eixo traseiro Meritor, cuja redução de 4,10:1 permite que o torque se sobressaia. 

O semipesado sobe aclives com facilidade, ganhando velocidade no meio da subida, como também é dinâmico em linha reta graças à transmissão inteligente que recebeu, capaz de fazer trocas mais rápidas, elevando assim, o seu desempenho. Em trechos cujo anda e para prevalecem, devido ao trânsito, os trancos são pouco sentidos a bordo do Cargo 2429, o que lhe torna uma alternativa para quem opera na distribuição ponto a ponto.

Em linha reta, na função D (Drive), em que o sistema seleciona a marcha ideal, essas trocas são feitas de modo tão suave que é notório que o software da caixa conversa em perfeita harmonia com o motor – uma decisão acertada entre os engenheiros das duas fabricantes de origem norte-americana.

As melhorias causadas pela transmissão automatizada são muitas. Exemplo disso é a função Low que acionada junto com o freio-motor, do tipo borboleta, segura bem o veículo nos trechos de maior declive. O sistema tem força suficiente e dispensa a intervenção do pé do motorista no pedal de freio. Além disso, a função Low também é útil em situações de manobra em marcha de ré.

A caixa inteligente privilegia o consumo de combustível, controlando o regime de trocas pelo pedal do acelerador. Pisando a até 90% do curso ele funciona no modo Economia, com trocas a 1.800 rpm, sendo assim, o motor é mantido em rotações mais baixas, tornando o trabalho a bordo dele amigável.

O painel ganhou novo desenho e mais funções

O piloto automático inteligente é outra atração do Cargo 2429. Seu diferencial é que quando o condutor programa uma velocidade e o caminhão chega a uma subida, o sistema vai reduzir as marchas e seguir em frente. A diferença está no final da subida, em que comumente outros caminhões iriam exigir que o motorista assumisse o controle novamente. Mas no Cargo com o Torqshift, o piloto automático assume e volta a acelerar automaticamente até a velocidade determinada.

O caminhão mantém-se simples no que se refere ao acabamento, mas tudo está bem posicionado em torno do cockpit. O painel tem ótima visibilidade e oferece as informações necessárias para que o condutor possa fazer uma boa viagem, incluindo o indicador de marcha. Outro recurso adicional é o assistente de partida em rampa. O ar-condicionado é de série na versão avaliada com cabine leito, assim como o vidro elétrico para todas as configurações de cabine.

O Cargo agrada por ser simples e funcional

Agora que a Ford acertou no trem-de-força do Cargo, com a introdução da transmissão inteligente e seus recursos, com certeza a vida do motorista ficará mais agradável.

Compartilhar
Andrea Ramos
Jornalista especializada em veículos comerciais, apaixonada por caminhões e punk rock, e mãe do B e do Ben.