Desde que governos criaram padrões de emissões de poluentes para veículos, como Euro e o Proconve, a busca pela melhoria da eficiência energética passou a pautar todo lançamento da indústria automobilística internacional. Basicamente, o foco dos lançamentos se dá na redução de poluentes e ruídos, mas também tem servido para aprimorar as tecnologias empregadas nos motores.

Nas potências de 450 cv e 510 cv, os motores Scania empregam novas tecnologias para a redução do consumo de combustível

Todas essas questões foram levadas em consideração pela Scania quando lançou no mercado brasileiro suas novas potências de 450 cv e 510 cv. A opção de 450 cv atinge a potência máxima a 1.900 rpm, com torque de 239,6 mkgf entre 1.000 rpm e 1.300 rpm. No motor de 510 cv, o pico de potência é atingido a 1.900 rpm, com torque máximo de 260 mkgf entre 1.000 e 1.300 rpm.

Ambas, segundo a fabricante, já estão preparadas para receber a tecnologia Euro 6 de poluentes, no momento em que essa for normatizada no Brasil, o que já está sendo discutido entre indústria e governo e deverá ocorrer no início da próxima década.

Os propulsores Scania de 13 litros e 6 cilindros em linha nas novas potências prometem economia de até 5% em relação às atuais opções de 440 cv e 480 cv. Para isso, receberam novas tecnologias como a de alta pressão de injeção de diesel por diversos pontos e melhorias na eficiência da combustão, além de passarem a ser produzidos em CGI, composto de ferro e grafite capaz de ampliar a resistência a fadiga.

Para conhecer os principais concorrentes dos novos Scania, TRANSPORTE MUNDIAL listou motores, tecnologias, litragens, potências e torques para descobrir os caminhões mais valentes do mercado brasileiro nas faixas entre 450 cv e 510 cv, considerando motores com variação de 10 cv para mais ou para menos, sendo todos eles com SCR (Redução Catalítica Seletiva) para atender à norma de redução de emissão de poluentes Proconve P7 (Euro 5). Acompanhe os modelos abaixo:

4Iveco

No portfólio Iveco, os modelos Stralis 440 e Stralis Hi-Way 440 fazem parte da disputa. Ambas recebem motor FPT Cursor 13, de 13 litros e 6 cilindros em linha, indicado para operações de longas distâncias, que entrega 440 cv de potência a 1.400 rpm e torque de 229.4 mkgf entre 1.000 rpm e 1.300 rpm.

A Iveco frisa que o torque máximo do motor é atingido em baixas rotações, proporcionando ganho em subidas e nas trocas de marchas.