Buscando por soluções cada vez menos poluentes, a Volvo Trucks Europa está introduzindo novas opções de combustíveis limpos nas linhas FM e FH. Tratam-se do GNL (Gás Natural Liquefeito) ou biogás.

A fabricante assegura que os novos modelos, oferecidos nas versões de 420 cv e 460  cv, entregam o mesmo desempenho que a versão a diesel, porém, com 20% menos emissões de CO2.

Como funciona

Ambos os combustíveis (GNL ou biometano) consistem no uso do metano. Se o biogás é usado, as emissões de poluentes podem em até 100%, já se o combustível for o GNL, a redução é de 20%.

 

Em vez de um motor de ciclo Otto (motor de pistão de ignição com faísca), que é a solução amplamente empregada nos veículos, os Volvo FH e FM GNL ou biogás são alimentados por motores a gás que utilizam a tecnologia do ciclo Diesel (combustão pelo aumento da temperatura provocado pela compressão do ar). Isso significa que o operador que opta pelo gás não terá comprometimento de desempenho em relação ao convencional, mas terá ganhos em consumo de combustível.

O motor Volvo de 460 cv a gás entrega torque máximo de 234 mkgf, enquanto a versão 420 cv gera 214 mkgf. Ou seja, o mesmo que os motores diesel.

Infraestrutura 

A Volvo Trucks agora busca fornecedores de gás para promover a expansão da infraestrutura do GNL na Europa. As vendas dos Volvo FM e FH começam de 2018.