A ZF anunciou hoje, 22 de setembro, na 66ª edição da IAA (maior salão de veículos comerciais do mundo), que acontece até o dia 29 de setembro em Hannover, na Alemanha, a nacionalização de duas caixas de marchas para produção em sua fábrica de Sorocaba (SP). Trata-se da TraXon, com características inéditas e únicas no mundo, e da EcoTronic.

A ZF TraXon, lançada há pouco tempo na Europa, é a primeira caixa que pode receber diferentes sistemas de acoplamento, como embreagem automatizada de uma ou duas embreagens, conversor de torque e tomada de força. Outra caraterística inédita, é que pode ser acoplado também um motor elétrico, transformando o caminhão em um veículo híbrido (diesel e elétrico). A TraXon terá opções de 12 e 16 velocidades e torque de 3.600 Nm para aplicações em caminhões rodoviários pesados. Ela, aos poucos, vai substituir a caixa AS-Tronic, que hoje equipa caminhões da MAN, Volkswagen, Iveco, DAF e Ford.

A segunda caixa é a 9AS EcoTronic, já produzida na Brasil, na versão manual, terá o seu sistema automatizado nacionalizado. Com nove velocidades, a EcoTronic tem torque de 1.500 Nm e será para a aplicação em caminhões médios e semipesados.


Segundo o presidente da ZF Sul América, Wilson Bricio, a nacionalização dessas caixas faz parte de um pacote de investimento de R$ 100 milhões e o início da produção em série está previsto para o início de 2018. Até, elas estão em processo de homologação por clientes que já optaram elas para adoram em novos lançamentos de caminhões que serão feitos a partir de 2018. 

Compartilhar
Editor da revista e site Transporte Mundial desde fevereiro de 2002. Além de caminhões, é apaixonado por motocicletas e economia! Foi coordenador de comunicação na TV Globo, assessor de imprensa na então Fiat Automóveis, hoje FCA, e editor-adjunto do Caderno de Veículos do Jornal Hoje Em Dia, de Belo Horizonte (MG).