Com o implemento carga seca, a capacidade de carga útil do VW Delivery Express é de 1 tonelada.

Conforme anunciado na última Fenatran, a Volkswagen começa a oferecer os modelos Delivey Express e 4.150 com implemento baú ou carga seca Randon. A oferta faz parte de uma parceria da marca com a implementadora. O objetivo é agilizar a entrega dos veículos completos aos clientes, informa Ricardo Yada, supervisor de marketing de produto da Volkswagen Caminhões e Ônibus (VWCO).

Em termos de garantia, nada altera. A VWCO fica responsável pela do veículo e a Randon pela do implemento. O serviço de pós-vendas serão, respectivamente, feitos nos distribuidores de cada fabricante. 

Considerando os modelos normais de produção — ou seja, com o entre-eixos de 3.600 mm —, o implemento para carga seca tem 4,3 m de comprimento; 2,2 m de largura e 0,4 m de altura. O baú tem as mesmas dimensões de comprimento e largura, e altura de 2,2 m, totalizando cerca de 20 m³ de capacidade de carga volumétrica.

Mais informações

A TRANSPORTE MUNDIAL já publicou diversas reportagens sobre os novos VW Delivery e seus concorrentes. Na edição 175, veja uma reportagem sobre as vantagens do chassi cabine em relação ao furgão.

Na edição 174, o lançamento do novos Iveco Daily City e mais sete concorrentes para a mesma faixa de peso, incluindo o Delivery Express. Nesta reportagens, inclusive, há o preço do baú para cada modelo, o que facilita a comparação se vale a pena partir para o modelo completo. 

Na edição 172, apresentamos uma análise e impressões sobre o Mercedes-Benz Sprinter 415, outro concorrente da linha Delivery até 4,5 t de PBT.

A revista TRANSPORTE MUNDIAL pode ser encontrada nas bancas de jornais e revistas ou na banca virtual do UOL. Conheça também o Anuário de Caminhões 2018 que pode ser comprado no site www.ggmidia.com.br.

No nosso site também pode ser vista reportagem sobre o VW Delivery Express e 4.150.

Compartilhar
Editor da revista e site Transporte Mundial desde fevereiro de 2002. Além de caminhões, é apaixonado por motocicletas e economia! Foi coordenador de comunicação na TV Globo, assessor de imprensa na então Fiat Automóveis, hoje FCA, e editor-adjunto do Caderno de Veículos do Jornal Hoje Em Dia, de Belo Horizonte (MG).