Os Food Trucks caíram de vez no gosto das pessoas e, cada vez mais, mostram que vieram para ficar. Facilmente encontrados, alguns têm se reunido em ruas e avenidas em locais específicas para aumentar as opções oferecidas aos clientes em um mesmo local.
Food Truck
Em São Paulo, após a lei de comida de rua ser regulamentada pela prefeitura em maio de 2014, os Foods Trucks viraram unanimidade entre o público que aprecia diferentes tipos de comidas ou lanches.

Por trás desse sucesso, existem empresas que preparam e modificam os veículos a fim de adequar os modelos às necessidades dos clientes. Uma delas é a Truckvan, que fechou 2014, seu primeiro ano de mercado neste segmento, com 20 cozinhas móveis entregues, além de outras 10 em produção e faturamento de mais de R$ 2 milhões.

Em 2015, a empresa quer ampliar em 380% a produção de Food Trucks e quer entregar até oito unidades por mês, o que alcançaria um faturamento de R$ 12 milhões.

“Para conquistarmos esse resultado, aumentaremos nossa capacidade produtiva, destinando as fábricas do Parque Novo Mundo e da Fernão Dias para desenvolvermos mais modelos de acordo com a necessidade de cada cliente”, destaca Alcides Braga, sócio-diretor da Truckvan.

Segundo estudo da consultoria Vecchi Ancona, se a lei for regulamentada em outros estados brasileiros, os negócios em gastronomia móvel podem movimentar até R$ 2 bilhões neste ano.