Dacia Dokker será fabricado na Argentina e rebatizado de Renault Kangoo, informa imprensa especializada argentina

O mercado de furgões compactos quase sempre foi um monopólio da Fiat. Não porque ela quisesse, mas pelo motivo que a concorrência nunca deu importância para este segmento. Agora, com o crescimento do e-commerce, pelo menos duas marcas começam a ver oportunidades para furgões pequenos: Peugeot e Renault.

Análise técnica publicada na edição 162 da revista TRANSPORTE MUNDIAL diferenças entre Renault Partner e Fiat Fiorino

Atualmente, o Fiat Fiorino detém 70% de participação no segmento, com 1.273 unidades vendidas só nos dois primeiros meses de 2018. E olha que o modelo italiano não é a melhor opção em uma análise técnica apresentada pela revista TRANSPORTE MUNDIAL 162 sobre o retorno ao mercado do Peugeot Partner. Você também pode conferir aqui as impressões do modelo francês feita pelo repórter Diogo Mendes.

Dacia Dokker

A Peugeot relançou o Peugeot Partner no final de 2016. Ele ainda não é um sucesso de vendas porque a marca fez a divulgação somente no seu lançamento e depois parou, não existindo uma campanha de sustentação. Assim, o Partner ainda é desconhecido, ao contrário do Fiat Fiorino que tem uma longa história no mercado brasileiro, o que lhe garante maior valor de revendas.

Interior do Dacia Dokker na Europa

De qualquer forma, a Peugeot praticamente dobrou o volume de vendas do Partner. Foram emplacadas 304 unidades no primeiro bimestre deste ano (16,7% de participação) contra 115 furgões (7,1%) no mesmo período do ano passado.

Renault prepara Dacia Dokker 

A Peugeot promete, para médio prazo, um Partner mais atualizado. No entanto, quem já está se movendo para renovar seu modelo neste segmento é a Renault. Já circula em testes na Argentina (de onde vem o furgão) o substituto do Kangoo, o Dacia Dokker. Segundo a imprensa argentina, o nome continuará Renault Kangoo porque ele já está bem consolidado no país vizinho. Ele não é o primeiro Renault brasileiro originado da marca Dacia do grupo para países mais pobres. O Renault Duster é originalmente um Dacia. 

Renault Kangoo vendido atualmente na Europa, mas custos fazem Renault decidir pelo furgão da Dacia para mercados do Hemisfério Sul

O Renault Kangoo é produzido desde 1988 na fábrica de Santa Izabel em Córdoba, na Argentina, de onde também virá o seu substituto. 

 

No Brasil, o Renault Kangoo é vendido pelo preço médio de R$ 54.544, segundo pesquisa da Fipe. No site da Renault, ele é oferecido por R$ 59.550, porém, os descontos são inevitáveis graças à concorrência. Nos dois primeiros meses deste ano foram emplacadas 237 unidades (13% de participação), bem menos do que as 317 unidades (19,6%) do mesmo período do ano passado.   

 

Compartilhar
Editor da revista e site Transporte Mundial desde fevereiro de 2002. Além de caminhões, é apaixonado por motocicletas e economia! Foi coordenador de comunicação na TV Globo, assessor de imprensa na então Fiat Automóveis, hoje FCA, e editor-adjunto do Caderno de Veículos do Jornal Hoje Em Dia, de Belo Horizonte (MG).