Ônibus movido a biometano é uma das alternativas para transporte de funcionários sem emissão de CO². Foto: Arquivo

A responsabilidade com o meio ambiente pelos fabricantes de veículos não é somente com os modelos com baixa emissão que fabricam, como caminhões e ônibus elétricos e a gás. A Scania estabeleceu como meta para 2025 a redução as emissões de CO2 em 50% em suas operações globais e no transporte de peças, veículos e funcionários.

O objetivo terá que ser alcançado por suas fábricas, centros de desenvolvimento, pesquisas e escritórios na Europa e na América Latina.

Não é raro ver caminhões mais velho transportando peças dos fornecedores para as fábricas nas fábricas brasileiras. A partir desse compromisso, a empresa terá que buscar fornecedores de transportes compromissados com a redução de CO2.

“Temos uma visão de longo prazo para implantar operações de carbono zero. Para alcançar nosso objetivo, estamos nos desafiando a reduzir as emissões de CO² em 50%. Isso será em todas as nossas operações globais até 2025, diz Ruthger de Vries, vice-presidente executivo de produção e logística.

Conheça também testes que a Scania faz com ônibus elétrico.

DHL testa eCanter

Para atender clientes que passarão a somente contratar transportes compromissados com carbono zero é que a Deutsche Post DHL também se compromete a eliminar emissões de suas operações logísticas até 2050.

Segundo Frank Appel, CEO da cia, a meta de reduzir a zero as emissões em suas operações logísticas até 2050 se aplica tanto às atividades da própria empresa quanto às dos prestadores de serviços de transporte subcontratados.

A DHL já vem usando veículos movidos a gás e híbridos em suas operações. Mais recentemente, conforme foi apresentado na edição 171 da revista TRANSPORTE MUNDIAL (nas bancas até meados de abril), a DHL adquiriu por meio de leasing operacional seis unidades do Fuso eCanter. Trata-se de um caminhão elétrico para entregas urbanas. O eCanter tem autonomia de 100 km, PBT de 7.500 kg e 4.290 kg de capacidade de carga líquida.

Conheça também teste com caminhão elétrico autônomo feito pela DHL. 

E se essas 10 maiores frotas foram com veículos de baixa emissão? 

Compartilhar
Editor da revista e site Transporte Mundial desde fevereiro de 2002. Além de caminhões, é apaixonado por motocicletas e economia! Foi coordenador de comunicação na TV Globo, assessor de imprensa na então Fiat Automóveis, hoje FCA, e editor-adjunto do Caderno de Veículos do Jornal Hoje Em Dia, de Belo Horizonte (MG).