São suecas, possuem fã-clubes e são referências em caminhões tecnologicamente avançados e confortáveis. Por essas razões, há uma saudável rivalidade entre Scania e Volvo. Elas disputam cada percentual de mercado Brasil afora. O primeiro quadrimestre deste ano foi muito positivo para essas marcas, mas qual foi melhor em cada um dos segmentos nos quais elas atuam:

Caminhões semipesados

Volvo VM é o 9º caminhão semipesado mais vendido no primeiro quadrimestre de 2018

A Volvo tem mais tradição neste segmento, pois está há mais tempo com a linha VM. A fabricante preferiu desenvolver um produto novo no Brasil, lançado em agosto de 2003. A Scania começou a atuar com caminhões até 30 t de PBT de forma definitiva somente a partir de 2011. Assim, nesses quatro primeiros meses, a Volvo segue na frente com 300 caminhões semipesados emplacados, com um crescimento de 53,1% em relação ao mesmo período do ano passado. A Scania vendeu 220 unidades, 1,9% a mais do que nos quatro primeiros meses de 2017.

Entrar na lista dos 10 caminhões semipesados mais vendido não é tarefa fácil, pois é um segmento dominado por Volkswagen, Mercedes-Benz e Ford. Mas, lá, no 9º lugar, aparece o Volvo VM 270 com 190 unidades emplacadas no acumulado do ano e uma participação de 3,96%, segundo dados de emplacamentos da Fenabrave.

Caminhões pesados

Scania R 440 ocupa posição de modelo/versão mais vendido há mais de dois anos

Este é o segmento mais disputado por todas as montadoras que possuem caminhões com capacidade de carga acima de 45 t de PBTC. Ele representa este ano quase 45% das vendas. Aqui, a briga é maior. A Volvo lidera com o emplacamento 2.429 caminhões no período de janeiro a abril, com impressionante crescimento de 92,6% em relação a janeiro a abril do ano passado. A Scania não fica muito atrás, e entregou 2.245 pesados, apresentando também um aumento significativo de 88,3% em relação ao mesmo período do ano passado.

Já na lista dos 10 pesados mais vendidos, as primeiras posições sempre foram dominadas pelas suecas. O Scania R 440 há mais de dois domina a primeira posição e nos primeiros quatro meses deste ano ocupa a posição com 1.404 unidades entregues. A segunda e terceira posições são, respectivamente, do Volvo FH 540 (1.158 unidades) e do Volvo FH 460 (686). Ainda entre os 10 mais, a Scania emplaca o R 480 na 9ª posição com 247 unidades, e a Volvo, o FMX 540, com 246 modelos entregues.  

No total

Na frente em semipesados e pesados, o resultado não poderia ser outro. Entre as suecas, a Volvo lidera com 2.729 caminhões e um crescimento de 87,3%. A Scania emplacou 2.465 unidades e cresceu 75,1%.  

 

 

Compartilhar
Editor da revista e site Transporte Mundial desde fevereiro de 2002. Além de caminhões, é apaixonado por motocicletas e economia! Foi coordenador de comunicação na TV Globo, assessor de imprensa na então Fiat Automóveis, hoje FCA, e editor-adjunto do Caderno de Veículos do Jornal Hoje Em Dia, de Belo Horizonte (MG).