A Volkswagen Caminhões e Ônibus lança o supercaminhão VW Constellation 17.260 8×2 para coleta de resíduos, e o veículo já é conhecido como ‘Super Brutus Centopeia LB’.

Desenvolvido em parceria com KLL e a Usimeca, o VW 17.260 8×2 possui nova caixa compactadora de 19 m³ de alta capacidade de compactação. Isso lhe garante maior disponibilidade, melhoria que impacta no aumento da carga útil, na durabilidade do equipamento e também na operação.

Líderes de vendas no segmento de coleta de resíduos, os caminhões da linha Compactor VW apresentam características técnicas específicas, com maior facilidade de implementação, melhor performance e custo operacional.

“O veículo tem tudo o que há de mais moderno no Brasil em termos de chassis, suspensão, manutenção, consumo, distribuição de carga, balança embarcada, computador de bordo e outros itens para revolucionar o mercado de coleta”, afirma Luiz Fernando Lopes, gerente de Suprimentos e Equipamentos da Solví.

Essa parceria entre VW Caminhões e Ônibus e a Solví completa 23 anos e já resultou em benefícios para outros produtos. Com a necessidade do Grupo Solví em componentes para a família Compactor, a MAN Latin America desenvolveu o pacote Robust que hoje atende não só às demandas desse segmento, mas também para os veículos normais de produção.

“Sem dúvidas o Constellation vocacional Compactor é a melhor opção para o mercado. Nessa parceria que dura mais de 20 anos, oferecemos as melhores configurações para o segmento. Desenvolvemos diversas soluções inovadores e sob medida. A linha Compactor é reconhecida pela sua força, que combina a alta tecnologia e o desempenho ao atendimento às operações mais exigentes”, comenta Antonio Cammarosano, diretor de Vendas de Caminhões da MAN Latin America.

Linha Compactor

A família Compactor, para coleta de resíduos sai na frente no conforto graças à suspensão pneumática nos eixos traseiros KLL que pode ser aplicada na versão do Constellation 17.260 6×2 ou 8×2.

Além do avanço no conforto do motorista e passageiros, o modelo traz redução de custos operacionais graças ao aumento da durabilidade do sistema de suspensão traseira no acidentado asfalto das grandes cidades, menor custo de manutenção; mais controle e melhor distribuição de carga e disponibilidade de pesagem online.

O sistema de suspensão pneumática permite controlar a distribuição de carga nos eixos e fazer a aferição da coleta, além de melhorar a dirigibilidade do veículo e seu conforto. Isso por meio da tecnologia ELC (Electronic Leveling Control) ou (Controle de Nivelamento Eletrônico), na tradução livre. A tecnologia faz a parametrização da suspensão e permite monitorar a carga nos coletores, distribuir essa carga nos eixos e controlar seu peso via computador de bordo. Com isso, é possível ampliar a durabilidade do sistema de suspensão e pneus, realizar controles precisos de sobrecarga ou subcarga, tornando a frota mais produtiva.

O modelo ainda traz banco para três passageiros, agora com encosto de cabeça, transmissão automática, eixo dianteiro com pontas e suspensão reforçadas, eixo traseiro reforçado com relação simples, versão 6×2 com Renavam e Finame de fábrica, escapamento vertical, entre outras.

 

Compartilhar
Andrea Ramos
Jornalista especializada em veículos comerciais, apaixonada por caminhões e punk rock, e mãe do B e do Ben.