Renault: caminhão pode consumir 13% menos em 2020

67

A Renault Trucks e mais seis empresas acabam de apresentar o projeto EDIT (Efficient Distribution Truck), uma iniciativa para reduzir o consumo em aproximadamente 13% em comparação com os veículos da série atual da grife francesa, por meio da utilização de novas tecnologias. 

O caminhão-piloto desse projeto é um Renault Trucks D Wide Euro 6 equipado com caixa frigorífica. O projeto EDIT conta com o aval do polo de competitividade LUTB Transport & Mobility Systems (único cluster da Europa com foco em questões ambientais, sociais e econômicas formado pelo sistema de transporte de mercadorias e passageiros em áreas urbanas).

Depois do Optifuel Lab 2, um veículo-laboratório que integra as diferentes inovações tecnológicas pensadas para reduzir o consumo dos caminhões de longa distância, a Renault Trucks continua avançando em seus esforços de desenvolver veículos de distribuição, e neste caso com a apresentação do projeto EDIT, baseado no Renault Trucks D Wide. Desse projeto colaborativo impulsionado pela Renault Trucks participam mais seis empresas: Valeo, Lamberet, Michelin, BeNomad, INSA de Lyon (LamCoS) e IFSTTAR (LICIT).

O objetivo do projeto é desenhar e desenvolver um veículo de transporte frigorífico com consumo 13% inferior em relação aos atuais veículos de distribuição Euro 6. Esse caminhão servirá de base para tecnologias que poderão se tornar possíveis em veículos de linha até 2020, tecnologias essas desenvolvidas não só pela Renault Trucks, como também pelos parceiros.

Estima-se que a aerodinâmica e a caixa frigorífica farão a diferença no resultado de consumo. No mais, o protótipo vai incorporar um sistema micro-híbrido de baixa tensão que recuperará uma parte da energia de frenagem, graças a um dispositivo elétrico reversível. Esse dispositivo vai acionar os sistemas auxiliares utilizando energia elétrica recuperada e poderá proporcionar alimentação de forma pontual ao motor térmico. Outro dos pilares da pesquisa será a introdução de um novo sistema de assistência à condução, como antecipar-se ao câmbio com intuito de definir um perfil de velocidade que permita reduzir o consumo. O projeto também pretende desenvolver novos pneus com maior resistência.