Marcopolo registra crescimento e retoma o mix de produção

447

A Marcopolo encerrou 2022 com resultados que reforçam a retomada das vendas de ônibus. Ou seja, apresentou lucro líquido de R$ 436,8 milhões. Isso se traduz no crescimento de 21,9% na comparação com o ano anterior. E margem líquida de 8,1%.

Seja como for, o bom resultado reflete a recuperação do mercado pós-pandemia. Com a ampliação da produção consolidada. Assim, registrando 14.725 unidades. Um aumento de 31,1% em relação ao ano de 2021. Sendo 86,6% unidades produzidas no Brasil e 13,4% no exterior.

Já a receita líquida consolidada foi de R$ 5,4 bilhões em 2022. Ou seja, 54,8% superior em relação ao ano anterior. Ademais, as vendas de carrocerias no ano passado cresceram 67,1% frente aos 66,7% em 2021. E de 25,3% se incluir as vendas da Volare (26,3% em 2021).

A receita das vendas para o mercado interno foi de R$ 3,1 bilhões. Aumento de 58,7% da receita líquida total, contra 51% em 2021.

LEIA TAMBÉM: Mercedes-Benz Sprinter 417 e 517 chegam a partir de R$ 221 mil

Nas exportações a empresa também foi bem sucedida. E quando somadas aos negócios no exterior, a receita líquida da Marcopolo foi de R$ 2,2 bilhões em 2022.

Marcopolo destaca seus novos produtos

“O resultado do ano passado reforça que começamos a colher os frutos de um plano de transformação. Otimizamos nossos investimentos, reestruturamos nossas operações e apresentamos importantes”, diz James Bellini, CEO da Marcopolo.

Ainda conforme o executivo, os bons resultados também são atribuídos à nova Geração 8 de veículos rodoviários e o Attivi integral Marcopolo. Além do ônibus 100% elétrico com chassi e carroceria da marca.

Assim, a retomada do mercado ajudou a companhia na recomposição das margens e na manutenção da liderança no segmento de carrocerias para ônibus. Resultando na participação de 53,5%.  Todavia, colabora com tais resultados a evolução do mix de vendas. Bem como o acréscimo de volumes de produtos com maior valor agregado,

Produção

O lucro bruto totalizou R$ 829,5 milhões. Ou seja, variação positiva de 132,9% na comparação com 2021. Representando 15,3% da receita líquida. O EBITDA alcançou R$ 385,6 milhões em 2022, com margem de 7,1%.

Para exportação foram fabricadas 2.117 unidades em 2022, 13,9% superior à produção de 2021, quando foram feitas 1.859 unidades. Contudo, segundo a Marcopolo, o resultado poderia ser ainda melhor. Não fosse o cenário político e econômico de mercados importantes da América do Sul. O que limitou o crescimento.