O Prêmio Transporte Responsável chega à 7ª edição e, agora realizado pela GG Mídia e, como nas edições anteriores, em parceria com a FABET. Os temas avaliados e incentivados pela premiação estão cada vez mais valorizados por grandes embarcadores envolvidos com questões sustentáveis.

Empresas como Unilever, Coca-Cola, Raízen e AmBev, por exemplo, não querem suas cargas em caminhões envolvidos em acidentes. Fora isso, são empresas que assumiram compromissos mundiais para anular, ao máximo possível, as emissões de CO2. Muitos transportadores também já mensuraram os ganhos pela gestão mais eficiente de frota. São ganhos nos quais toda a sociedade também é beneficiada.

Participar do Prêmio Transporte Responsável é mais do que disputar um título. É participar de uma experiência de autoavaliação e aquisição de conhecimentos para melhorar processos e mensurar resultados da gestão de frota, motoristas e de cuidados com resíduos gerados pelo transporte.

Os resultados vão além da melhoria da imagem da transportadora diante clientes, funcionários e da sociedade em geral. Os resultados vêm da redução de consumo de combustível, gastos com manutenção e apólices de seguros.

A participação na premiação é gratuita, e frotistas (transportadores ou embarcadores com frota própria) podem se inscrever em uma ou nas quatro categorias. As duas primeiras categorias são Ranking de Transportadoras de Cargas em Geral e Ranking de Transportadoras de Cargas Perigosas.

A terceira e quarta são Concurso de Cases. Nestas, empresas de transporte e embarcadores podem nos enviar cases que demonstrem melhorias na gestão da frota ou da logística, com resultados em redução de acidentes, de emissões de poluentes e melhorias na qualidade de vida dos motoristas.

Nesta 7ª edição, o Prêmio Transporte Responsável ganha parceiros de pesos, que são a revista “O Carreteiro” e o programa “Pé Na Estrada”. Confira mais reportagens sobre o Prêmio Transporte Responsável 2017 no site da TRANSPORTE MUNDIAL

Compartilhar
Editor da revista e site Transporte Mundial desde fevereiro de 2002. Além de caminhões, é apaixonado por motocicletas e economia! Foi coordenador de comunicação na TV Globo, assessor de imprensa na então Fiat Automóveis, hoje FCA, e editor-adjunto do Caderno de Veículos do Jornal Hoje Em Dia, de Belo Horizonte (MG).