Transporte pode ter leve melhora em 2017

115

Apesar da continuidade da instabilidade política no país, o mau humor com a situação econômica do Brasil nesses últimos dois anos começa a ceder para uma reação em busca de mudanças.

Alguns bancos e consultorias já começam a sinalizar um PIB ligeiramente menos negativo como estava previsto no primeiro quadrimestre desde ano. O Bradesco, por exemplo, reviu o PIB de -3,5% para -3,0%. O Itaú, de -4,0% para -3,5%, segundo publicou o jornal “Estadão”.

A consultoria MB, que acompanha bastante o setor automotivo e de transporte, fez a revisão da queda do PIB de -4,1% para -3,3%. Para 2017, o Bradesco prevê um PIB positivo de 1,5%, o Itaú de 1% e a MB de 2%. E, como todos sabem, o transporte está diretamente ligado ao PIB.

Na edição de julho da TRANSPORTE MUNDIAL (nº 155), apresentamos dois lançamentos de caminhões que são apostas da Volvo e Ford na retomada da economia, principalmente, do setor da construção civil.

A Volvo lançou um novo modelo para a família VM, com configuração 6×4 e maior capacidade de carga, que agora chega a 32 toneladas de PBT (Peso Bruto Total), inicialmente para uso com caçamba. Uma maior capacidade de carga melhora a produtividade do transportador em um momento em que isso é bastante desejável.

Na mesma linha está a Ford, que aumentou a capacidade do médio e semipesado (Cargo 1419 e 1519) e lançou duas versões intermediárias e mais competitivas em preço, também para o setor de construção: o Cargo 3129 plataforma e o Cargo 3129 Mixer, para implementação de betoneira. A revista TRANSPORTE MUNDIAL pode ser encontradas em diversas bancas de todo o país e em versão digital para tablets ou computadores.

Compartilhar
Marcos Villela
Jornalista técnico e repórter especial no site e na revista Transporte Mundial. Além de caminhões, é apaixonado por motocicletas e economia! Foi coordenador de comunicação na TV Globo, assessor de imprensa na então Fiat Automóveis, hoje FCA, e editor-adjunto do Caderno de Veículos do Jornal Hoje Em Dia e O Debate, ambos de Belo Horizonte (MG).