A Volvo, ao lançar a nova linha F de caminhões, agora conta com produtos que se igualam aos vendidos na Europa quando o assunto é conectividade no transporte rodoviário de cargas. Seus caminhões são dotados de uma variedade de tecnologias que o tornam os mais modernos e atualizados à venda no país. Tais inovações colaboraram para a redução de até 8% no consumo de combustível, segundo a engenharia da Volvo do Brasil.


O FH 540 6×4 pode ser considerado a versão topo de linha da gama rodoviária, pois além de possuir todas as tecnologias, o modelo emprega o maior motor fabricado pela Volvo no país: 540 cv. O FH é equipado com o motor Volvo D13C de 12,8 litros, que está num bloco de 6 cilindros em linha e desenvolve potência de 540 cv de 1.450 a 1.900 rpm e torque 255 mkgf de 1.050 a 1.450 rpm. 


Em sua versão mais completa possui a transmissão I-Shift de 12 marchas que agrega algumas tecnologias que auxiliam o condutor a ter boas notas de direção econômica. Uma delas é o I-Roll, sistema que desabilita a marcha, deixando o caminhão rodar livre, mas em segurança, aproveitando a inércia sem que a rotação caia muito. Outra inteligência da I-Shift é o modo econômico, que ajuda na eficiência de consumo do caminhão quando trafega em velocidade de cruzeiro; e o modo potência, que permite um giro mais alto do motor para o caminhão fazer ultrapassagens ou superar aclives.
 

Outro sistema que a Volvo passou a oferecer nos caminhões equipados com a transmissão I-Shift é o I-See, sistema que memoriza a topografia da estrada e a armazena numa base de dados. Quando o veículo retornar à rota, o sistema utiliza automaticamente o que memorizou para auxiliar a trafegar pelo trecho na melhor velocidade, rotação e marcha adequada. Com ele é possível poupar até 3% de combustível. O I-See não depende de mapas, dado que a realidade tende a ser mais precisa, e o próprio sistema memoriza as inclinações reais.

No quesito segurança, a Volvo oferece o VEB (Volvo Engine Break), freio-motor de 510 cv de poder de frenagem que, em conjunto com o freio retarder, eleva a capacidade de frenagem para 1 120 cv de potência. O retardador é um equipamento opcional na linha F, sendo destinado para aplicações que demandam maior força de frenagem auxiliar. Já o freio-motor VEB é de série em todos os veículos da linha F.

DESENHO VANGUARDISTA
Sem dúvidas, o desenho do FH é o que mais chama a atenção no caminhão. O conjunto óptico está em perfeita harmonia com as aletas laterais, desenhadas para melhorar a aerodinâmica e que proporcionam uma estética única. A cabine Globetrotter XL, de 3 950 mm de altura externa, deixa o FH mais imponente.

Para ter acesso completo aos Testes e Impressões da TRANSPORTE MUNDIAL, adquira a versão digital das revistas, através dos apps Zed, Zinio, Nuvem do Jornaleiro e Magzter, que são encontrados no Google Play e Apple Store.

Compartilhar
Andrea Ramos
Jornalista especializada em veículos comerciais, apaixonada por caminhões e punk rock, e mãe do B e do Ben.