Eficiência estradeira

71

O motor e a transmissão são da Detroit Diesel

O motor e a transmissão são da Detroit Diesel

Para se ter uma ideia do que esse caminhão norte-americano é capaz em termos de consumo, com 29,t de PBT (Peso Bruto Total), o modelo movido a diesel, consume 19 litros a cada 100 km percorridos a uma velocidade média de 100 km/h. Nessa categoria de peso, o consumo regular, até o momento, tem sido da ordem de cerca de 39 litros.

O Ministério da Energia dos EUA (U.S. Department of Energy) apoiou a iniciativa, contribuindo com a concessão de recursos da ordem de US$ 40 milhões.

O “SuperTruck” da Daimler ultrapassou por larga margem a meta do Ministério da Energia de aumentar a eficiência dos caminhões Classe 8 dos EUA em 50% – equivalente aos caminhões da categoria pesados no Brasil.

Segundo a engenharia da Freightliner, esse caminhão conta com alguns diferenciais para almejar tal média. Ele é equipado com transmissão automatizada e tecnologia preditiva que controla a velocidade do veículo usando o GPS e mapas digitais 3D. Outro diferencial é o seu design que privilegia a aerodinâmica através das linhas arredondadas.

Tanto é que essa melhoria resultada pela aerodinâmica e pelo trem de força do projeto já foi incorporada nos veículos de produção em série da linha Freightliner Cascadia Evolution e Western Star 5700 XE. Tanto é que aproximadamente um de cada quatro Freightliner Cascadia Evolution está equipado com a transmissão automatizada DT12 e com motor também produzido Detroit Diesel.