Especial pneus comerciais novos (parte 2)

309

Continuando o Especial Pneus, confira abaixo os lançamentos mais recentes de pneumáticos comerciais (ônibus e caminhão) no mercado brasileiro:

GOODYEAR

Quilometragem, com essa palavra a Goodyear define sua nova linha de pneus Citymax Plus.  Complemento e evolução da linha Citymax, que também conta com o Fuelmax e Kmax,  o ‘Plus’ é voltado a ônibus e caminhões de características urbanas e promete até 8% mais quilometragem com relação à gama Citymax.

Para cumprir a missão de ir mais longe, o modelo recebeu um novo composto com desenho de sulcos externos e bordas serrilhadas que ampliam a tração e, consequentemente, exigem menos de motor. O pneu também é mais resistente, graças às quatro cintas de aço estabilizadoras que compõem e protegem sua carcaça. Outra característica da linha é a tecnologia Waffle Blade, que torna mais eficaz a área de contato entre o solo e os pneus.

Segundo Fábio Garcia, gerente de marketing da área de pneus comerciais, R$ 240 milhões foram investidos no desenvolvimento e adequeções na fábrica para a linha Citymax Plus. A linha oferece sete anos de garantia (dois a mais que a Citymax) e vai brigar num mercado que pode gerar receitas de até R$ 1 bilhão em 2016. Outras apostas da Goodyear são as quatro bandas de rodagem: Kmax D e Kmax P, banda trativa e direcional, respectivamente, para operações regionais; Mixed AP Light: toda posição para uso urbano e rodoviário; e City Light: banda de rodagem para a última recapagem do Citymax Plus.

PIRELLI

A novidade da Pirelli fica por conta do MC:01 Plus para o uso no transporte urbano e intermunicipal de passageiros e cargas. TRANSPORTE MUNDIAL também foi acompanhar a visita dos pilotos da Fórmula Truck à fábrica de Gravataí (RS), onde são produzidos os pneus da competição, o mesmo FR:01 que equipa os caminhões rodoviários.

O novo Pirelli MC:01 é destinado a eixos direcionais, trativos e livres. Segundo a fabricante, ele está 30% mais resistente na superação de situações constantes de uso severo, como manobras, aceleração e frenagem.

FR:01 VS. PNEU DA F-TRUCK

Ao contrário da Fórmula 1, que tem a pista como laboratório para os pneus rua, na Fórmula Truck ocorre o inverso. Os pneus que equipam os caminhões rodoviários de fábrica ou na reposição são os mesmos aplicados nas competições. No caso dos pneus slim, a banda de rodagem é raspada para que o pneu fique liso.

A Pirelli passou a ser fornecedora exclusiva para a competição brasileira de caminhões. Segundo o CEO da Pirelli Industrial, Murilo Fonseca, a empresa já conta com o reconhecimento dos consumidores de pneus de motocicletas e automóveis, e, agora, busca um maior reconhecimento no segmento de caminhões e ônibus, por isso o envolvimento este ano na modalidade esportiva. “Queremos mostrar os detalhes do nosso compromisso tecnológico e produtivo para oferecer um produto que garante performance, durabilidade e segurança para os pilotos e também para os nossos clientes”, comenta o executivo.

O pneu FR:01 foi desenvolvido no Brasil, com suporte da matriz na Itália, para as condições severas das rodovias da América do Sul, incluindo novas tecnologias para dar maior resistência a impactos para reduzir deformações sem perder as qualidades necessárias para a segurança. As principais tecnologias aplicadas no FR:01 são: SATT (utilização de cintura metálica em forma espiral e sem emendas para aumento da durabilidade e menor resistência ao rolamento),  HETT (confere maior resistêrncia a impactos) e HWTT (reduz as deformações e facilita a montagem e a desmontagem na roda).

Compartilhar
Marcos Villela
Jornalista técnico e repórter especial no site e na revista Transporte Mundial. Além de caminhões, é apaixonado por motocicletas e economia! Foi coordenador de comunicação na TV Globo, assessor de imprensa na então Fiat Automóveis, hoje FCA, e editor-adjunto do Caderno de Veículos do Jornal Hoje Em Dia e O Debate, ambos de Belo Horizonte (MG).