O Ford Cargo 3031 8×2 foi lançado recentemente, com isso ele chega como o espécime que faltava para entrar nessa categoria de caminhões bitrucks. Isso porque só a Ford, entre as fabricantes de caminhões semipesados, não possuía um representante com quarto eixo de fábrica e motor de 300 cv no seu line up.  

Diante disso, a fabricante teve como vantagem desenvolver um caminhão do zero, ou seja, nada dele é herdado de algum caminhão da família como o Cargo 2429 trucado.

Seu novo trem de força é adequado para sua finalidade que é transportar mais. O caminhão tem PBT de 29.000 kg homologado e uma capacidade técnica de 30.150 kg.

Ele é equipado com um motor ISB de 6.7 litros, o mais forte da categoria abaixo de 7 litros (a Volvo tem a versão de 330 cv do VM 8×2 com motor de 7.2 litros). Contudo, o representante da Ford recebeu um motor totalmente novo, mais robusto para suportar toda a carga que o caminhão vai carregar. Ele possui potência de 306 cv a 2.100 rpm e torque de 112,2 mkgf de torque de 1.100 a 1.1900 rpm.

Uma das novidades é o novo turbo com carcaça e rotor desenvolvidos exclusivamente para esse motor, que vai trabalhar com mais pressão, por isso a válvula wastegate que ajuda na combustão mais homogênea rendendo em boas respostas do motor.  O filtro de ar também é adequado ao novo propulsor e possui maior vazão e o sistema de refrigeração foi redimensionado, com novo ventilador e intercooler.

O caminhão utiliza o sistema SCR, redução catalítica seletiva, em que há a necessidade do uso do reagente químico Arla 32.

A esse motor está combinada a caixa automatizada Eaton ES-11109LA (na versão avaliada) que na Ford é chamada de Torqshift, uma transmissão de 10 velocidades e que possui modos de direção como econômico, e inteligências agregadas do piloto automático e do sistema de saída em rampa. A Ford ainda dispõe da caixa com versão manual, nesse caso uma Eaton ES-11209 de 9 velocidades.

Por se tratar de um caminhão que ganhou um eixo a mais o cardã, embreagem e eixo traseiro são novos e todos foram reforçados afim de suportar os impactos do dia a dia .

 

Confira nossas impressões a bordo dessa máquina na nossa página da TV Transporte Mundial no youtube: 

Leia mais: A revista TRANSPORTE MUNDIAL VERSÃO DIGITAL

Sabia que a mesma versão da revista TRANSPORTE MUNDIAL impressa pode ser lida por meio de assinatura nas bancas digitais UOL (nuvem do jornaleiro) e GoRead? É possivel também acessar edições anteriores. Além da nossa revista, você pode acessar dezenas de outros títulos com uma única assinatura, com muito conteúdo e entretenimento para ficar bem informado em diversas áreas do conhecimento. 

Compartilhar
Andrea Ramos
Jornalista especializada em veículos comerciais, apaixonada por caminhões e punk rock, e mãe do B e do Ben.