Caminhões usados em alta; veja os modelos mais vendidos

419

Segundo a Fenauto, que representa o setor de revendas, as vendas de caminhões foram positivas em março. Ou seja, o setor comercializou 32.323 unidades no mês passado. O que representa crescimento de 37,4% frente ao mês de fevereiro, que fechou com 23.523 unidades.

Do mesmo modo, quando se compara o mês passado com março de 2022, os resultados também são positivos em 17,1%. Naquele mês, as revendas venderam 27.612 caminhões. Ademais, quando se compara o primeiro trimestre de 2023 com igual período no ano passado, também há crescimento.

LEIA TAMBÉM: Banco Mercedes-Benz tem novas condições de financiamento para veículos comerciais

Em outras palavras, no acumulado deste ano as revendas venderam 80.231 unidades. Ou seja, aumento de 14,6% frente aos três primeiros meses de 2022 que fechou com 70.013 caminhões.

Mais cautela

Cresce venda de caminhões usados; veja os mais vendidos
Ford F-4000 está na lista dos mais vendidos

Mesmo com os bons números, representantes da Fenauto enxergam a situação com cautela. “Ainda é cedo para avaliar como será o cenário no restante do ano. Isso porque ainda há dificuldade de acesso ao crédito. Bem como os altos juros. Situações que impedem o setor de crescer”, avalia Enilson Sales, presidente da Fenauto.

Ademais, para a entidade, enquanto o governo federal não oferecer nada de concreto aos agentes financeiros que traga segurança, o acesso ao crédito será um impeditivo para o setor como um todo vender caminhões neste ano.

Nesse sentido, conforme publicado por Transporte Mundial, a Anfavea, que representa a indústria fabricante de veículos, a entidade deve ter um encontro com representantes do governo federal, ainda nos próximos dias. O encontro também é motivado pela queda na produção de veículos. Assim, culminando nas baixas vendas de caminhões e ônibus.

Veja os 10 caminhões mais vendidos