Cummins lança motor ISG12 com sistema Adept

686

Num evento denominado Innovation Week promovido para clientes, frotistas e usuários finais, a Cummins apresentou novidades em tecnologia, conectividade e eficiência.


O público também conheceu o novo motor da Cummins que chega ao Brasil inicialmente por importação, o ISG de 12 litros. Ele será ofertado nas opções de potências de 375 cv e 510 cv e torque entre 168,4 mkgf e 234,7 mkgf. O modelo atende caminhões com PBT acima de 45 t.

Esse propulsor com arquitetura de 6 cilindros em linha, chama a atenção por ser mais esguio em relação aos motores de mesma categoria. A leveza – o seu peso é de 860 kg, isso significa 90 kg a menos em relação à versão de 11 litros – se deve também a alguns componentes que foram produzidos em plástico de alta resistência como o carter, a tampa do filtro e conexões. Isso contribuiu também para a redução de ruído e vibrações.

O sistema de injeção é o common rail e para atender a norma P7 de redução de emissões de poluentes, o modelo conta com sistema SCR.

O ISG12 é fruto de desenvolvimento entre as engenharias da Cummins nos Estados Unidos, China, Inglaterra e Brasil, mas por enquanto o veículo será produzido na China, país onde já conta com clientes como JAC e Foton – neste, a Cummins mantém parceria. Mas a empresa tem planos de nacionalizar a nova família.


PELA ECONOMIA
Além do novo motor, a Cummins apresentou soluções como o Adept (Advanced Dynamic Efficient Powertrain) sistema que reúne recursos eletrônicos que instalado no motor é capaz de verificar e monitorar, em tempo real, sua performance.

O Adept também oferece a função Smart Coast que, com o controle de cruzeiro acionado, mantém a velocidade média do caminhão mesmo que a transmissão seja desacoplada; funciona como uma banguela eletrônica. Essa função pode trazer uma economia de até 3% de combustível e está presente no motor Cummins ISB 6.7.

O Adept ainda conta com a função EBP (Economy Balance Performance) que por meio de uma chave seletora no painel do veículo elege as funções condizentes com as condições da operação, sendo o E adequado quando o veículo estiver descarregado,o B quando o caminhão está carregado trafegando numa rodovia de poucos aclives e declives.A função P é utilizada em situações que demandam mais potência do motor.

Testes mostraram que a tecnologia EBP, que pode ser adotada por caminhões com transmissão manual, proporciona economia de diesel de até 8%.


ESTENDENDO A MANUTENÇÃO
A Cummins apresentou durante o evento o inédito Smart Filtration, plataforma que monitora às condições dos filtros do caminhão. Por meio de uma base de dados coletados com a telemetria e conectado ao smartphone, o frotista pode acompanhar às condições do filtro e receber informações sobre o período de intervalo de troca. O Smart Filtration deve chegar ao Brasil no próximo ano.