Iveco Bus: um ano de Brasil

326

Após um ano de sua chegada no país, a Iveco Bus celebrou a ocasião convidando jornalistas do setor para falar sobre o processo de inserção da divisão de ônibus no mercado brasileiro. Para a marca, os números apresentados são animadores: 106.5% é o crescimento acumulado entre janeiro e julho de 2015 ante o mesmo período de 2014.
 

O que colaborou para o aumento nas vendas foi o chassi 170S28 (segmento de 17 toneladas), que foi lançado durante a Fetransrio 2014. Atualmente, o chassi já roda em empresas do Espirito Santo, Minas Gerais, Pernambuco, Rio Grande do Sul, Amapá, Rondônia, Santa Catarina, Bahia e São Paulo.

O 170S28 é equipado com o motor N67 da FPT Industrial e foi desenvolvido especialmente para o mercado brasileiro. O propulsor emprega o conceito “Downspeeding”, que identifica o ponto de maior eficiência a baixa rotação, com o objetivo de fornecer maior desempenho de torque e menos consumo de combustível. Devido ao pouco atrito entre seus componentes, a vida útil do propulsor é ampliada com o conceito. O N67 entrega 280 cv de potência a 2300 rpm e 97 mkgf de torque.
 

“Trabalhamos com um novo turbocompressor e desenvolvemos peças específicas como tomadas de ar, tubulações de água e novo compressor para freio, adotado pela Iveco Bus. A calibração otimizada do motor para a aplicação real do veículo, garante disponibilidade de torque em todas as condições de operação, além de consumo reduzido”, afirma Alexandre Xavier, diretor de engenharia da FPT Industrial na América Latina.

O evento, porém, apresentou novidades. A empresa está preparando uma versão do chassi 170S28 com câmbio automatizado; três empresas são cotadas para fornecer a caixa de transmissão ao modelo. Entretanto, nenhuma foi revelada.

Daily Elétrico

Com a meta de contribuir para o transporte com energia 100% limpa e renovável, a Iveco Bus trouxe da Europa o Daily elétrico. Fruto de parceria entre a Fiat Chrysler Automobiles (FCA), Companhia Energética de Minas Gerais (Cemig) e a Pontifícia Universidade Católica de Minas Gerais (PUC Minas), o protótipo é equipado com baterias de sódio e níquel FIAMM SONICK Z5, que alimentam um motor elétrico MES-DEA. O veículo pode conter até 4 baterias, com autonomia máxima de 130 km. O tempo de recarga é de até oito horas quando totalmente descarregada. Por outro lado, segundo a Iveco Bus, as baterias não “viciam” e não geram manutenção. O veículo é silencioso, apenas um ruído contínuo é ouvido, mas não chega a incomodar. 

Ficha técnica:

Velocidade máxima: 70 km/h (carregado) a 85 km/h (sem carga)

Comprimento: 7  metros

Entre-eixos: 3950mm

Peso Bruto Total: 5,6 toneladas

Capacidade de passageiros: 19 + motorista

Baterias: 4 baterias do tipo FIAMM SONICK  Z5

Autonomia: 130 km

Recarga de bateria: 8 horas (quando estão completamente descarregadas)