Após investimentos de 140 milhões de euros, a Iveco acaba de apresentar uma nova geração do seu caminhão rodoviário Stralis, com as séries XP e NP (Natural Power) ou Gás Natural Veicular.

Iveco Stralis XP

O Stralis XP chega para oferecer a mais soluções para o transporte de longa distância, em um pacote que integra produtos e serviços projetados para reduzir o custo operacional e emissões de CO2, seguindo uma tendência estratégica da maioria dos fabricantes de caminhões europeus.

A Iveco promete uma economia de combustível de até 11%, além de redução dos custos operacionais de até 5,6% nas operações de transporte de longa distância.

O novo Stralis tem alguns traços do Stralis Hi-Way, lançado em 2012, quando recebeu o título “Caminhão Internacional do Ano 2013”. Uma das coisas que ele agrega do seu antecessor é a cabine Hi-Way. Para conseguir as metas de eficiência energética previstas, os engenheiros da Iveco realizaram melhorias técnicas e atualizações no trem de força com a finalidade de reduzir fricção. O caminhão ganhou novo eixo traseiro com maior número de relações, nova suspensão traseira e a suspensão dianteira foi otimizada, o que permitiu uma redução de peso de 45 kg.

Iveco Stralis XP

O XP recebeu, ainda, GPS com funções preditivas, além da presença de um alternador inteligente, uma bomba de direção de fluxo variável e a incorporação do sistema EGR que resulta em 8% menos de emissão de gases poluentes – este último, unido ao HI-SCR e as melhorias aerodinâmicas é que poderá contribuir para a redução de cerca de 11% do consumo de combustível. A todas essas novidades soma-se o novo câmbio Hi-Tronix automatizado da ZF, de 12 velocidades, e o Cruise Control Preditivo Iveco HiCruise.

MEIO AMBIENTE
A Iveco também está apresentando uma solução ambiental para o transporte rodoviário de cargas. Trata-se do Stralis NP, modelo que é equipado com motor Euro 6 e que entrega potência e torque de caminhões rodoviários diesel, porém, ele é movido à gás natural. O modelo também possui transmissão automatizada, a já conhecida Eurotronic de 12 velocidades e emprega a mesma cabine do Hi-Way.

“A Iveco foi a primeira fabricante no mundo do transporte comercial a entender, em 1991, o potencial do gás natural. Nós introduzimos no mercado motores a gás natural para caminhões, vans e ônibus”, disse Pierre Lahutte, presidente da Iveco durante a apresentação dos novos modelos.

Compartilhar
Andrea Ramos
Jornalista especializada em veículos comerciais, apaixonada por caminhões e punk rock, e mãe do B e do Ben.