Em dezembro não foi encerrado apenas o ano 2017, mas um período de três anos de forte recessão no setor de transportes. A redução da atividade gerou muitos prejuízos para todos, mas o momento agora é de olhar para a então esperada retomada da economia com perspectiva de crescimento para os próximos anos.

Nesta reportagem, vamos relembrar as principais alterações que as fabricantes de caminhões fizeram em suas linhas de veículos comerciais durante todo o ano de 2017 no Brasil e para se manter atualizado em 2018. A apresentação seguem em ordem alfabética:

12Agrale

Em março, a Agrale lança novas versões militares do seu jipe Marruá. Trata-se do VTNE ½ ton Ambulância UTI de 14 m3, e também a VTNE ¾ ton.

A viatura Agrale Marruá AM 41 – VTNE 2 ½ toneladas 4X4 atende às necessidades das Forças Armadas no transporte de equipamento, carga e pessoal em qualquer terreno – com capacidade total para 2.500 kg de carga + 2.500 kg de reboque. O Agrale Marruá AM31 – VTNE ½ t 4X4 é indicado para transporte de tripulantes ou carga de 1.500 kg mais reboque de 1.500 kg. O modelo possui ângulo de ataque de 60º, saída de 30º e rampa máxima de 60%.

Já a viatura Agrale Marruá AM21 – VTNE 3/4 é destinada para o transporte de tripulantes ou carga de 750 kg mais reboque de 750 kg, com capota removível e carroceria metálica com teto de vinil. Possui ângulos de ataque de 62º e de saída de 40º.
Em setembro, a Agrale apresenta a nova geração do Agrale Marruá AM200 MO 4×4 (micro-ônibus) para transporte de estudantes.

O modelo foi desenvolvido sobre a estrutura do Marruá para atender às especificações do Programa Caminhos da Escola do governo federal. A demanda por um micro-ônibus 4×4 mais robusto do que o convencional surge da necessidade de transportar estudantes de áreas rurais. O Marruá AM200 MO transporta até 15 pessoas, sendo 13 estudantes (crianças e adolescentes), mais o motorista e um auxiliar. O modelo também conta com a opção do Dispositivo de Poltrona Móvel (DPM) para o embarque e desembarque de estudantes com deficiência ou mobilidade reduzida.

Anterior
Compartilhar
Editor da revista e site Transporte Mundial desde fevereiro de 2002. Além de caminhões, é apaixonado por motocicletas e economia! Foi coordenador de comunicação na TV Globo, assessor de imprensa na então Fiat Automóveis, hoje FCA, e editor-adjunto do Caderno de Veículos do Jornal Hoje Em Dia, de Belo Horizonte (MG).