Série O-400: sinônimo de conforto nos anos 1990

2908

Dentre o portfólio da Mercedes-Benz, sem dúvida, uma das séries mais admiradas foi a O 400, com as linhas R, RS, RSL e RSD, nas versões urbano, rodoviário e articulado. O chassi também foi o último monobloco de série da Mercedes Benz. 


Produzido entre os anos de 1994 e 2003, o O-400 ficou marcado por design e conforto diferenciados; nos folhetos da época, a fabricante já dizia ouvir e atender as sugestões dos consumidores para desenvolver seus produtos, 
algo como o slogan de hoje: “As estradas falam, a Mercedes-Benz escuta”.
 
A linha O-400 recebia propulsor Mercedes-Benz OM-447 LA Turbo, de 6 cilindros em linha, 360 cv de potência e 168 mkgf de torque. A transmissão do modelo era ZF S 6-1550 de 6 velocidades. Opcionalmente o modelo podia receber freios ABS/ASR e retarder Voith, com acionamento na coluna de direção, ou retarder Telma F 2000. Em 2001, o sucessor do 0-400 foi lançado no mercado brasileiro, a da família O 500, que não contemplava mais monoblocos no portfólio.