Com pedágio sem cancela caminhões economizam R$ 5 por parada

355

Desde o início deste mês, já está valendo uma nova forma de pagamento de pedágio. Trata-se do Free Flow, sistema de pagamento eletrônico que dispensa cabines e cancelas. Ou seja, a cobrança é feita por câmeras.

Nesse sentido, a primeira rodovia a estrear o novo serviço é a Rio-Santos (BR-101). Por lá, o sistema começou a ser avaliado em fevereiro. E está valendo desde 31 de março. Há três pórticos em operação nas cidades de Paraty, Mangaratiba e Itaguaí.

LEIA TAMBÉM: Pedágio de caminhões em movimento já funciona na Dutra

De acordo com a Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT), o valor da tarifa será de R$ 4,10 para automóveis. Entretanto, no caso de veículos comerciais, como caminhões e ônibus, o valor será multiplicado por eixo.

Vantagens do pedágio sem cancela

Seja como for, o sistema, segundo especialistas, traz vantagens para o motorista, bem como para a operação de transporte. Isso porque não há necessidade de paradas. Ou seja, o motorista consegue manter a mesma velocidade média. Sem a necessidade de frenagens e retomadas de aceleração. Assim como redução das trocas de marchas. O que se traduz no melhor consumo de combustível.

Nesse sentido, conforme levantamento do Sem Parar, durante o período de testes com o Free Flow, concluiu-se que o sistema pode gerar economia de cerca de 800 mililitros de diesel. Ou seja, o equivalente a R$ 5, por pórtico automático.

Esse resultado está justamente relacionado ao fato de o veículo não ter de parar. Podendo passar na velocidade média da pista. Geralmente de 80 km/h para veículos pesados.

Ademais, conforme o estudo, há ainda redução do desgaste das peças do caminhão. Pelo fato de o motorista não precisar frear o caminhão a cada cancela, usa-se menos o sistema de freios.

Esquema de cobrança

Segundo a CCR RioSP, concessionária responsável pelo trecho da Rio-Santos, o preço do pedágio é cobrado na fatura da operadora da Tag. Além disso, os usuários que usam algum trecho com mais frequência terão descontos maiores. E todos os veículos com Tag pagarão 5% a menos na tarifa de pedágio apenas pelo uso do dispositivo. Já que facilita a cobrança e o pagamento.

Contudo, para os veículos sem Tag, o pagamento da tarifa poderá ser feito porvia Pix. Ou por meio de aplicativos, como WhatsApp Chatbot e pelo app ou portal da concessionária.

Segundo a CCR RioSP, a intenção é expandir a tecnologia para as demais rodovias. Do mesmo modo, para outras concessionárias do País.