Híbriplus: Curitiba testa o híbrido articulado da Volvo

112

No mês de março, a cidade de Curitiba (PR) iniciou os testes com o híbrido não convencional da Volvo, o Híbriplus. O projeto Eletromobilidade é da Volvo, mas a parceria “Smart City Concept” é trilateral, envolvendo a fabricante, o governo sueco e o município; o objetivo é desenvolver práticas sustentáveis no transporte em Curitiba. 


Diferentemente dos híbridos convencionais que rodam na cidade, o modelo em testes adota propulsor com tecnologia Euro VI de emissões de poluentes, mais amigável ao meio ambiente. Dotado de tecnologia híbrida (biodiesel e elétrico), o modelo emite 39% menos CO2 e até 50% menos material particulado e NOx (óxidos nocivos à saúde) em relação aos motores Euro 5, movidos à diesel.

O veículo opera em modo 100% elétrico durante as arrancadas e quando está parado nos semáforos ou pontos de embarque e desembarque, momento em que não há emissão de poluentes e ruído. A bateria elétrica é recarregada durante as frenagens do veículo. Com o acionamento dos freios, a energia de desaceleração recarrega a bateria. O motor a biodiesel é desligando quando o veículo está parado, no trânsito e em pontos de ônibus ou em semáforos.


Com capacidade para 154 pessoas, o híbriplus será testado durante seis meses na cidade. A operação será real, e a linha Interbairros II foi a escolhida. Com 41 quilômetros de extensão, a linha é responsável por transportar 33 mil pessoas por dia.

Para colher os resultados da experiência, os dados do veículo serão monitorados pelo sistema de gerenciamento de frotas da Volvo. O sistema colhe informações como consumo de combustível, emissão de poluentes, horas rodadas,  velocidade média e aproveitamento das frenagens para recarga da bateria do motor elétrico.

“Será um grande aprendizado para todos nós, acompanhar a operação do articulado híbrido numa aplicação severa como a linha Interbairros II, longa e com um grande número de passageiros. Nos ajudará a adaptar o veículo europeu para atender as particularidades do transporte público na América Latina, sem comprometer a eficiência operacional”, diz Rafael Nieweglowski, coordenador do City Mobility da Volvo Bus Latin America.