Scania: perspectiva 2021 e o novo acelerador inteligente promete mais economia

952
  • O ano de 2020 foi difícil para todos, como disse o diretor de vendas da Scania Brasil, Silvio Munhoz: “Um ano de muitos desafios”. O executivo resumiu o ano de 2020. O vice-presidente de operações comerciais da Scania Brasil, Roberto Barral, reconheceu que a montadora registrou perdas bem acima do esperado no período, tanto em volume de vendas quanto na participação de mercado. Nos caminhões, o recuo foi de 31,8%, como resultado do licenciamento de 8.690 unidades em 2020, ante 12.755 caminhões do ano anterior. Já nos ônibus a queda foi ainda maior: 43,7% (394 versus 901 unidades no comparativo do biênio). Em consequência do fato, a Scania viu sua participação de mercado cair de 12,7% para 9,70% no mercado de ônibus e de 4,3% para 2,8% no segmento de chassis. O fato de a produção ser 100% sob encomenda da Scania foi a principal razão para a marca ter tido a maior queda de vendas durante a pandemia 2020, explicou Roberto Barral.
Scania 2021
Scania 2021 conta com novo acelerador inteligente
  • Roberto Barral, vice-presidente das operações comerciais da Scania no Brasil
    Roberto Barral, vice-presidente das operações comerciais da Scania no Brasil

    De acordo com projeção da Associação Nacional dos Fabricantes de Veículos Automotores (Anfavea), em 2021, o mercado de caminhões deverá crescer 15% na comparação com 2020. “O agro será o maior comprador novamente, seguido da indústria, que vem retomando sua capacidade produtiva. O cliente busca cada vez mais rentabilidade e encontra a maior economia de combustível. E o que já era bom ficará ainda melhor com o novo patamar de 20% de redução de consumo com o lançamento do acelerador inteligente na nova geração Scania”, diz Silvio Munhoz.
  • Silvio Munhoz, diretor comercial da Scania no Brasil
    Silvio Munhoz, diretor comercial da Scania no Brasil

    A promessa da Scania é de um aumento de economia de cerca de 20% de de combustível que a nova geração passa a alcançar é dividido da seguinte forma: motor Euro 5 com sistema de injeção de alta pressão (8%), aerodinâmica externa da cabine (2%), inovações da caixa de câmbio Scania Opticruise (2%), Scania Actcruise (3%) e os 5% do Acelerador Inteligente Scania que acaba de ser inovado. O Actcruise, a evolução do controle de cruzeiro Ecocruise, foi introduzido na linha 2020/2021 e já é item de série. O Actcruise atua por meio de posicionamento via GPS e um mapa topográfico integrado ao módulo de conectividade para gravar rotas e aproveitar aclives e declives de maneira mais eficiente.
Compartilhar
Marcos Villela
Jornalista técnico e repórter especial no site e na revista Transporte Mundial. Além de caminhões, é apaixonado por motocicletas e economia! Foi coordenador de comunicação na TV Globo, assessor de imprensa na então Fiat Automóveis, hoje FCA, e editor-adjunto do Caderno de Veículos do Jornal Hoje Em Dia e O Debate, ambos de Belo Horizonte (MG).