Sem previsão de produção, Canter é o “primeiro elétrico”

56

Em 2010, a Fuso começou a desenvolver a primeira geração do Canter E-Cell — considerado o “primeiro caminhão elétrico” pela fabricante. Ainda que até hoje não tenha entrado em produção, o caminhão finalmente completou todas as etapas de testes; numa delas, mais de 50 mil quilômetros foram percorridos.

Com autonomia de até 100 quilômetros, quando totalmente carregada, o Canter, nas palavras dos executivos da Fuso (marca do Grupo Daimler), é o primeiro caminhão ligeiro totalmente elétrico. Por tanto, livre de emissões de CO2. A recarga completa da bateria pode levar até sete horas. 

Com poucas mudanças visuais na cabine, salvo a incorporação do câmbio automático, o Canter E-Cell não difere em nada da versão 6C15, a opção “comum” do modelo, que possui capacidade para três ocupantes. O E-Cell incorpora propulsor elétrico de 110 kw de potência, equivale a 150 cv no diesel. O câmbio automático de 66,2 mkgf de torque completa a parte de força do elétrico, que alcança 90 km/h de velocidade máxima.


Mesmo após completar todas as etapas de testes, os executivos afirmam que o Canter E-Cell não tem previsão para entrar em produção a curto prazo. Para os clientes que não quiserem esperar o desenvolvimento do elétrico, o Canter Eco Hybrid 7C15, híbrido, com capacidade de carga 2.370 kg, já figura no portfólio da Fuso.             

Veja a ficha técnica do Fuso Canter E-Cell:

Motor Elétrico
Potência 110 kW (150 cv)
Torque 66,2 mkgf
Câmbio Automático com conversor de toque
Velocidade Máxima 90 km/h
Autonomia 100 km