Voz Delas, da Mercedes-Benz, terá campanha contra assédio no transporte

252

A Mercedes-Benz vai estender para ônibus o Movimento A Voz Delas. Iniciativa com o objetivo de promover a mulher no ambiente do transporte. Especialmente trazendo mais motoristas mulheres para os ônibus.

Dessa forma, no próximo dia 17 de abril, a fabricante da estrela apresenta a primeira iniciativa do movimento. Iniciando uma campanha contra assédio no transporte público.

LEIA TAMBÉM: Cummins terá motor de 10 litros em 2026

Nesse sentido, a Mercedes-Benz reuniu nesta semana algumas mulheres. Todas com atuação no setor de ônibus. Participaram de um bate-papo profissionais que trabalham na produção de ônibus, na fábrica em São Bernardo. Bem como na área de vendas e pós-vendas. Assim como executivas de empresas de transporte. E jornalistas do setor de transporte.

Dessa forma, por meio desse encontro, a fabricante quis escutar um pouco sobre a trajetória dessas mulheres em suas atividades. E, juntas, como podem colaborar para promover a equidade. Assim, trazer mais mulheres para o mercado.

Nesse sentido, Walter Barbosa, diretor de vendas e marketing de ônibus da marca, lembrou que faltam oportunidades para as mulheres. Ou seja, ainda não há motoristas mulheres. E que a Mercedes-Benz, como fabricante de ônibus, pode incentivar nessa comunicação. E ajudar a fomentar mais a presença feminina para o setor.

“A mulher pode desempenhar o mesmo papel do homem. E às vezes até melhor. Além disso, a operação no ônibus urbano se difere a do rodoviário. E com toda certeza vamos identificar necessidades específicas em cada um dos segmentos. E é nesse sentido que queremos ajudar enquanto fabricante”, diz o diretor.

Movimento poderá ter o Ônibus Estrela Delas

Voz Delas, da Mercedes-Benz, vai iniciar campanha contra assédio no transporte
Assim como o Actros Estrela Delas, Mercedes-Benz deve produzir o ônibus

Dessa forma, Walter não descarta a possibilidade de a Mercedes-Benz desenvolver um ônibus. Porém, específico para atender às necessidades do público feminino. Incluindo passageiras. Do mesmo modo como ocorreu no Movimento a Voz Delas para caminhões. Com a criação do Actros Estrela Delas. Caminhão com banheiro, fogão e ducha higiênica a bordo.

“Não sabemos se a carroceria será rosa. Assim como o caminhão. Isso porque vamos depender da encarroçadora”, explicou Barbosa.

Nesse sentido, Juliana Aerê, gerente de desenvolvimento da Mercedes-Benz, lembra que a fabricante já desenvolve chassis com o posto de condução que atenda ao público feminino. Ou seja, que permita não apenas a mulher ficar em uma postura confortável. Mas de acordo com as suas dimensões. Claro que, sem prejudicar motoristas homens.

Seja como for, A Voz Delas para ônibus chega em um momento em que as empresas do ramo buscam profissionais mais capacitados. Assim, Aerê ainda complementa que, por meio do movimento, será possível fazer campanhas para incentivar mulheres a cada vez mais buscarem formação nessa área.

Quebrando tabus

CEO da Viação Águia Branca, Paula Barcellos afirma que há poucas mulheres habilitadas para conduzir ônibus. Por isso, quase não há candidatas a emprego nas empresas. Em contrapartida, Barcellos diz que são grandes as chances de as mulheres conseguirem emprego na área. Afinal, são mais cuidadosas. Além de por natureza terem um bom nível de atenção aos detalhes.

“Do lado do empresário, percebo que é um setor aberto a empregar mulheres. Porque sabem dessas habilidades relacionadas ao cuidado. Tenho exemplos aqui na empresa. Muitos clientes que ligam para o nosso SAC e elogiam as nossas motoristas”, diz.