Assim como outras grandes fabricantes de caminhões, a brasileira Agrale decidiu não participar da 20ª edição da Fenatran (Salão Internacional do Transporte Rodoviário de Carga). No entanto, a fabricante tem novidades, e apresentou novos caminhões ao mercado brasileiro, são eles: A7500, A8700 e A10000. 

Segundo a fabricante, a nova linha de leves complementa o seu portfólio de caminhões, que já contava com modelos no segmento dos médios. 

“Buscamos ampliar a oferta de soluções para os nossos clientes, que podem contar com uma linha extremamente competitiva de caminhões de cabines estendida e simples. Com os novos modelos, a Agrale passa a oferecer, ao mesmo tempo, as já consagradas características de robustez, durabilidade e baixo custo de manutenção, e incorporar o que existe de mais avançado em tecnologia, conforto, eficiência e ergonomia”, afirma Edson Ares Sixto Martins, diretor comercial da Agrale.

Agrale A7500

O A7500 — o de menor PBT da montadora (7.500 kg) — recebe motor Cummins ISF 3.8 de 152 cv de potência (2.600 rpm) e 45 mkgf de torque, além de câmbio mecânico Eaton FSO 4505C, de cinco marchas. Com distância entre-eixos de 3.860 mm, e carga útil de 4.560 kg.

Agrale A8700

Com PBT de 8.700 kg, o A8700 foi concebido para ser um VUC versátil. O modelo possui motor Cummins ISF 3.8 de 162 cv de potência (2.600 rpm) e 61 mkgf de torque (1.300 – 1.700 rpm), além de câmbio mecânico Eaton FSO 4505C, de cinco marchas. Duas opções de entre-eixos são oferecidas: 3.500 mm e 4.200 mm; com capacidade de carga de 5.630 kg e 5.590 kg, respectivamente.


Agrale A10000

Maior modelo da linha, o A10000 possui PBT de 10000, e é oferecido com motor Cummins ISF 3.8 de 162 cv de potência (2.600 rpm) e 61 mkgf de torque (1.300 – 1.700 rpm). A caixa é Eaton FSO 4505C e freio “S Cam” com acionamento pneumático. O modelo está disponível em duas opções de distância entre-eixos, com 3.750 mm e 4.350 mm, e oferece carga útil de 6.695 kg e 6.590 Kg, respectivamente.

Atributos como tecnologia, conforto, design e robustez são exaltados pela fabricante na nova gama de veículos. No exterior do veículo o conjunto óptico ganha destaque juntamente com as linhas do modelos, que são diferentes das usadas até então. No interior, o painel é mais prático; mais informações são mostradas no computador de bordo. Ar-condicionado, piloto automático de série, vidro e travas elétricas, acelerador manual, rádio AM/FM com entradas USB e cartão SD e dois alto falantes completam os equipamentos. 

A linha ‘A’ conta com a possibilidade de os modelos saírem de fábrica já implementados, com carroceria aberta ou baú, além da configuração chassi cabine.